Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Tempo

Quisera dizer ao tempo

  pára!

   Pára e deixa-nos viver.

    Mas ele indiferente

     Continua...

      Só a amizade

       o amor

        poderá preencher

         plenamente

          esta ânsia de viver

           e de ficar.

            Mas o tempo indiferente

              continua...

 

 

                  Rui Brito

publicado por Narcolepsia às 04:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 10 de Novembro de 2013

I believe in soulmates

We have some crazy ideas about romantic love in our culture. Wanting to feel seen, heard and understood by at least one person in this world is a natural and beautiful longing.

Connection is really where it's at, and of course that doesn't have to happen in the context of romantic partnership. Nonetheless, that seems to be the quest of many, and also the place where people tend to tap into their most raw and vulnerable places.

 

 

And for those who believe the story ends and the happily-ever-after begins once that special someone is found, reality can be a rude awakening. The beginning of the story is almost always beautiful, heady and exciting, just like it looks in the movies.

But when the hormones die down and the dust clears, it's really easy to get derailed and crash into a brick wall, wondering what happened to your fairy tale. The fairy tale takes nurturing and effort.


http://www.mindbodygreen.com/0-11265/the-3-biggest-downfalls-of-romantic-relationships-how-to-avoid-them.html

publicado por Narcolepsia às 04:10
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

Escreve

"Escreve por escrever. Escreve porque precisas de escrever. Escreve para acalmar a raiva dentro de ti. Escreve com um propósito que vem de dentro. Escreve sobre algo ou alguém que signifique tanto para ti que não te preocupas com o que os outros pensem."

(Nick Miller)
publicado por Narcolepsia às 16:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 25 de Agosto de 2013

My mistake

I've been a fool for loving you so much...

 

Being sincere means nothing  ant that was my mistake, thinking it could.

 

 

And now you'll be a sun in somebodyelse's sky

 

We belong together... just in my dreams

 

 

publicado por Narcolepsia às 23:43
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Julho de 2013

Dreaming light

É fácil julgarem-nos. É fácil falar. E até inventar.

 

Mas.

 

Quem não passou por problemas?

 

Quem nunca agiu mal?

 

Quem nunca quis ser perdoado?

 

Quem nunca perdoou?

 

Apenas há quem esteja mais sozinho, quem sofra mais, por ver tudo ao contrário e nenhuma esperança que altere a dor e injustiça.

 

 

Eu vejo uma luz. Vejo esperança nas pessoas. Porque não existe escuridão sem luz. Em algum sitio há luz.

 

publicado por Narcolepsia às 02:49
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Julho de 2013

With arms wide open

Change the end of the story.

 

Change the sadness into something better.

 

Go on and give in to the dream that has been waiting for you...

 

You have always run from it, scared to see how it could continue, just because of an illusion, that only you think could be true!

 

I wish you would accept to make part of reality by my side.

 

And i'm still with my arms open... missing your love.

 

The person you really are and I Trust and LOVE.

 

 

 

publicado por Narcolepsia às 19:19
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

A dream

Existem tantas coisas boas na vida e contigo seria bem melhor para as disfrutar.

Tal como as coisas dificeis seriam mais fáceis de suportar, juntos...

 

but it's just a dream... a beautifull dream

 

YOU CAN CALL ME FOOL, BUT IT WAS VERY SWEET, TENDER AND REAL. That's why i wish it could last longer.

 

My angel and me:

{#emotions_dlg.heart}
publicado por Narcolepsia às 16:53
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 26 de Maio de 2013

Love letter

My love,

 

Sei que há 3 anos, quando estavamos longe e sonhávamos em estar perto, parecia que tudo seria diferente, mas a realidade nunca é o que sonhamos e dói quando lidamos directamente com ela.

 

Eu sei que podia ter sido diferente, mas estava frágil e carente e precisava de mais atenção, porque além da depressão que todos os acontecimentos me criaram, também estava num sitio desconhecido e sem o à-vontade que tinha habitualmente.

 

Sei que posso ter pressionado, insisti, fui ansiosa, e afastei-te! Mas eu precisava de mais atenção, compreensão, conforto. Essas coisas que ao longe me prometeste e ao perto não foi tão fácil dar.

 

Mas o amor estava lá e continua dentro do meu coração porque não me esqueço do que tinha quando estava contigo e do que sentia ao pé de ti. Não me esqueço da pessoa que és. E amo-te.

 

Confiava em ti, sentia segurança e eras o meu homem. Que mais pode uma mulher querer? Se encontra alguém especial e não quer mais ninguém!

 

Identificava-me contigo, sentia-me bem e feliz por seres como eras e como continuas a ser. Conhecia o âmago...isso era o importante. O resto...erros todos cometemos e aspectos menos bons todos temos.

 

Não existe outro igual e tão especial...

 

Lembro-me de tantos momentos... A tua companhia, a paz, a partilha de gostos, a compreensão que tinhas comigo e que eu tinha contigo... O momentos menos bons que partilhávamos, as nossas depressões que outros não entendiam...E isso só nós entendiamos e quem entende e ama não julga.

 

Really miss you...

publicado por Narcolepsia às 22:30
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Maio de 2013

Money means nothing

publicado por Narcolepsia às 13:05
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Maio de 2013

Meyou :) 1 Maio 2010

 

As dificuldades e os problemas que tivemos não foram por estarmos juntos, foram porque estamos vivos e não lhes podemos escapar.

Juntos seria mais fácil ultrapassá-los, mas revoltámo-nos, ficamos de costas viradas e não nos unimos para os vencer.

Os problemas ganharam e ainda nos afastaram!

 

Só tu e eu, unidos, seriamos capazes de vencer. Juntos e não um contra o outro, a pensar que a culpa era do outro.

Precisava muito de ti!

E lutaria com toda a força para te ver com este sorriso e lindo como és :)

 

Love you <3

 

publicado por Narcolepsia às 17:58
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Abril de 2013

Paz

Cada um fique em paz com a sua consciência. Eu não deixarei de ser quem sou, só porque aquela que sempre apregoou o Amor com palavras e canções nunca soube honrá-lo com o coração. Se há quem faça do Amor um simples objeto de culto lírico para impressionar os tolos, também há quem faça dele um milagre que silenciosamente acontece em cada dia - em cada desafio, em cada dificuldade, em cada confronto, em cada conquista, em cada salto em frente na caminhada pela vida em busca de nós próprios. Só essas pessoas contam para mim: as que não eliminam da sua vida quem outrora acolheram entusiasticamente, as que não desistem de dialogar para poderem entender e dar-se a entender, as que são verdadeiras mesmo na hora de dizer "eu errei", as que não têm medo de enfrentar os seus fantasmas para poderem evoluir, as que estão dispostas a mudar de rumo quando necessário. Com essas pessoas partilharei sempre o muito ou pouco que tiver para dar, mesmo que para isso tenha de me sujeitar a ser usado e gozado por quem nunca me respeitou nem sequer compreendeu. Sei quem sou e o que quero; há quem não possa dizer o mesmo. Triste vida a dessas pessoas: no final, terão sido apenas uma presença banal e passageira, igual a tantas outras, olvidável, irrelevante. E podiam ter sido admiráveis, podiam ter sido apaixonantes, companheiras, almas gémeas de alguém...

 

José Manuel

 

publicado por Narcolepsia às 16:56
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 26 de Março de 2013

A new life

Give me a new life and more that this

Another vision of things

Something granted that i can count on, not this incertainty!

So many people can have it, why can't I?

 

publicado por Narcolepsia às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

Ruas da saudade

Quero andar nas ruas da saudade

 

Pisar as mesmas pedras de ontem

 

E sentir de novo o que sinto que perdi.

 

A minha alma ficou lá mas,

 

Não se perde o que se guarda no coração

 

E as recordações por mais tenues que sejam,

 

e os locais apesar de diferentes com o passar do tempo,

 

trazem-nos muito do que vivemos,

 

como magia que nos devolve o que fomos e o que tivemos.

 

Não podemos ficar para sempre nas ruas da saudade,

 

temos de voltar ao aqui e agora e viver nas ruas para onde a vida nos trouxe.

publicado por Narcolepsia às 02:02
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2012

Failure

Sou tão sensivel e metida na minha concha, com medo de falar...medo de falhar

 

 

Sinto-me invisivel e talvez me sinta melhor assim, do que quando quis participar nessa coisa chamada vida

 

É melhor voltar à insignificância que era do que acreditar que podia ser melhor e desiludir todos.

 

Back to my nothingness.

 

publicado por Narcolepsia às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 3 de Novembro de 2012

Simplicidade = Felicidade

Lembrar como eu costumava ser uma pessoa simples e bonita e achava que era o suficiente para alguém poder gostar de mim...
I'll sing it one last time for you
Then we really have to go
You've been the only thing that's right
In all I've done

 

And I can barely look at you
But every single time I do
I know we'll make it anywhere
Away from here

 

Light up, light up
As if you have a choice
Even if you cannot hear my voice
I'll be right beside you dear

 

Louder louder
And we'll run for our lives
I can hardly speak I understand
Why you can't raise your voice to say

 

To think I might not see those eyes
Makes it so hard not to cry
And as we say our long goodbye
I nearly do

 

Light up, light up
As if you have a choice
Even if you cannot hear my voice
I'll be right beside you dear

 

Louder louder
And we'll run for our lives
I can hardly speak I understand
Why you can't raise your voice to say

 

Slower slower
We don't have time for that
All I want is to find an easier way
To get out of our little heads

 

Have heart my dear
We're bound to be afraid
Even if it's just for a few days
Making up for all this mess

 

Light up, light up
As if you have a choice
Even if you cannot hear my voice
I'll be right beside you dear
publicado por Narcolepsia às 16:20
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012

Amor meu

Amo-te demais, tanto que sou capaz de morrer a pensar em ti e feliz por saber que existes.

Amo-te tanto, desejo-te tanto!

Porque a vida nos magoa assim? Não podíamos simplesmente amar e ser felizes?

Só penso em coisas boas sobre ti... Não me lembro de nenhum mal quando penso em ti, excepto a tua falta...

Dói tanto!

Se pudesse fazer-te feliz... quem me dera fazer-te feliz! Faria tudo para isso!

Quero-te tanto bem! Amo-te tanto!
publicado por Narcolepsia às 20:07
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 30 de Outubro de 2012

Amor

"AMOR" 

De todo sangue nenhum sangue me resta, de nenhuma morte vida se ergue, da bastarda razão de ter uma coração ergo-me infértil de emoções, pois amar é temer a perda, amar é reconhecer a dor pelo seu verdadeiro nome, um heterónimo do paixão, essa mesmo fugaz e cruel, essa mesma pautada por ausência, sinto-te completa aqui comigo, por isso acredito estar além da promessa de perdição da paixão. Este amor que me preenche é toda a certeza de que apesar de tudo o quanto fiz mal nada foi suficiente para que desistisses de mim. Por isso renovo aqui os meus votos de amor por ti, poderá não ser eterno, mas é o sentimento mais certo que já tive até hoje. Da incerteza fiz certeza perene, certeza feroz de querer ser mais do que jamais fui até agora. O pouco sangue que me resta és tu, a vida que me corre nas veias, o impulso que ainda faz o meu coração bater. Bruno:Carvalho 2012

publicado por Narcolepsia às 05:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

Heaven

“Um acto de confiança dá paz e serenidade.”

 

Fiodor Dostoievski

 

 

publicado por Narcolepsia às 16:54
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 30 de Setembro de 2012

Comprimidos

Meia hora de perguntas... meia hora em que a psiquiatra tenta passar-se por psicóloga, mas de nada serve. Da boca dela só saiem comprimidos... e a conclusão de que estou por minha conta, até daqui a mais 4 meses em que teremos mais 30 minutos.

 

 

Felizmente a vida tem curas escondidas que os médicos não podem oferecer {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Carinho não se compra e vale mais do que comprimidos ihihih {#emotions_dlg.rainbow}

 

publicado por Narcolepsia às 06:39
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Setembro de 2012

Amor

O amor é algo tão profundo que queremos ligar a nossa alma a outra,

queremos e compreendemos os problemas e dificuldades como se fossem os nossos.

Desejamos poder fazer parte da solução e comemorar juntos as vitórias.

 

Procuramos descobrir todos os dias uma nova virtude na outra pessoa,

além daquelas que já conhecemos.

Queremos ser melhor com ela e para ela. 

 

Esperamos iluminar o caminho do outro, carregando uma parte da dor dele.

 

O prazer de amar supera tudo o que parece condenar o homem à miséria.

 

O prazer de fazer a outra pessoa sorrir e ter com quem partilhar a felicidade...

Deita por terra a amargura da solidão, que espreita os humanos, mesmo os que julgavam não poder ser vítimas dela.

 

Mas... 


O amor não é superficial.

O amor não é a cura mágica dos nossos problemas.

O amor é empenho dia após dia, sem desistir, só porque não é perfeito e não é como sonhámos.

A vida não é como sonhámos mas pode ser melhor se houver esforço contínuo para alcançarmos objectivos.

 

O amor é mais do que o que um poeta idealizou, mais do que uma ilusão

não é instantaneo, não acontece do dia para a noite.

 

É preciso desfazer a ilusão, bater no chão, sentir dor e aceitar que vamos continuar a sentir essa dor

Ao lado dessa pessoa... Ou de outra, ou de outra, ou de outra...

e podemos pensar que alguém nos vai tirar a dor definitivamente

Mas isso não irá acontecer...

A vida contém muita dor e se não o aceitarmos é porque continuamos cegos,

E não vemos o nosso papel e oportunidade para a minorar.

 

Assim que esse mito da possibilidade de cura mágica para as nossas vidas for derrubado,

podemos partilhar um caminho onde nos vamos dedicar a amar a outra pessoa 

Dia após dia

 

 

 

 

 

 

publicado por Narcolepsia às 03:00
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

Caminho

Estava a dormir, embalada num sono... Mas hoje acordei com medo porque estou num caminho estranho. 

Longe do que conhecia, e impossível voltar lá...

 

Às vezes é possível voltar atrás, pedir desculpa, a mim ou a outra pessoa, mas agora e aqui não há nada a fazer... Usei todas as forças para continuar o caminho que me deveria levar a algum sitio bom, ao sítio possível neste momento... mas agora apetecia-me mais escavar um buraco e afundar-me no pó da terra que piso.

 

Solidão maldita... Destino maquiavélico...

 

Acordei a sentir-me tão perdida...

 

Tentei adormecer de novo, mas talvez quando vier um anjo e me voltar a embalar, o consiga...

 

publicado por Narcolepsia às 15:15
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Agosto de 2012

Words that mean nothing

Bring me love, bring me sunshine.

Bring me the breeze that makes us feel alive.

 

Come inside the light, just for once,

And maybe you'll decide never to say goodbye.

 

Start a dream, live a life, don't accept just to be another that survives.

 

 

 

publicado por Narcolepsia às 23:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Julho de 2012

Querer é poder

Terminei o 12º ano com a dedicatória da directora de turma na faixa de finalista: "Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.", de Fernando Pessoa.

 

Não significava nada para mim na altura... 

 

Acho que ficamos com a informação registada na memória e quando ela faz sentido e faz falta, o cérebro relembra-se dela.

Afinal os humanos têm uma capacidade de adaptação muito boa... Coisa que ouvi no filme "Inadaptado", mas que na altura não consegui

reconhecer muito bem em mim, já não sei bem porquê.

Talvez porque ainda não me conhecia bem e ainda lutava e tinha força para fazer as coisas à minha maneira, sem me tentar integrar e sem entender que temos de nos adaptar ao que nos rodeia e não conseguimos viver sozinhos e isolados...

(Humm agora que penso nisso, fui educada para ser assim; solitária...Então afinal não era eu que lutava, seguia a formatação de que fui alvo...)

 

Deixei que tudo fosse acontecendo, sem pensar no amanhã, ou seja, no dia de hoje.

Entretanto relembrei-me há uns tempos, quando comecei a querer verdadeiramente que os meus sonhos nascessem, da frase que ouvi quando tinha 18 anos.

Agora já fazia sentido. Agora via o que não tinha feito, não tinha feito a obra, mantive-me no sonho, sentia um vazio na minha vida.

Faltava-me qualquer coisa. Os sonhos eram muito bonitos, mas faltava-me realizá-los e Deus deve ser uma parte importante neste processo, pois eu sozinha não conseguia tornar os sonhos realidade. E tive de acreditar que além do meu sonho, deve haver forças que os ajudam ou não a concretizar, nem que seja fazendo-me ver o que eu preciso fazer. Pois a força está em nós. 

 

 

publicado por Narcolepsia às 02:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Março de 2012

Gone...

You went away... someday will be me

 

Sei que não me deixarias por muito tempo sozinha... por isso, tudo o que acontece deve ter um motivo; és tu a chamar-me.

 

 

publicado por Narcolepsia às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 10 de Março de 2012

:) My Sweetie

 

 

publicado por Narcolepsia às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012

My never!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nunca... Nunca será...nunca serei... Por mais que tente... Nunca terei....

 

Que novidade...!!!!!!!!!!!!

 

Há sempre alguém a atrapalhar!!!!!!!!

O que tive já ninguém me tira!

 

Estou farta de estar a mais. Há sempre uma altura em que estou a mais...

Era bom demais que pudesse durar... que alguma coisa boa pudesse durar...

 

Familia.... nunca terei... que burra, que ilusões!!!

 

Whatever i do, it's all wrong.. always wrong....  

 

 

Will you think of me in time?
It's never my luck
So never mind
I want to say your name but the pain starts again
It's never my luck
So never mind

 

I had a dream that you were with me
It wasn't my fault
You rolled me over
Flipped me over
Like a somersault
And that doesn't happen to me
I've never been here before
I saw forever in my never
And I stood outside her heaven

 

Will you wait for me, in time?
It's never my luck
So never mind

 

And I've lost a lot of what I don't expect to ever return
I tend to push them 'till the pushing is turn from hurting to burn
I always take them to that place I thought they wanted to go
But end up dancing around
This clown commands applause at his show

 

Her heaven, heaven
Heaven

 

 

And I can only dream of you and sleep
But I'll never see sun light again
I can try to be with you
But somehow I'll end up just losing a friend

 

 

And I can only reach for you

Relate to you
I'm losing my friend
Where did she go?
Where?


Let me in your heaven
Oh,I want to live inside your heaven

 

 

 

 


publicado por Narcolepsia às 21:04
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 4 de Fevereiro de 2012

Poema à Mãe

No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe

Tudo porque já não sou
o retrato adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha — queres ouvir-me? —
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;

ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;

ainda oiço a tua voz:
          Era uma vez uma princesa
          no meio de um laranjal...


Mas — tu sabes — a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber,

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.

Eugénio de Andrade, in "Os Amantes Sem Dinheiro"

publicado por Narcolepsia às 19:55
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2012

Be happy!

Porque não sabemos o que nos espera....

 

Vamos ser felizes hoje :D

 

 

publicado por Narcolepsia às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Janeiro de 2012

Felizes

No tempo em que eramos felizes não chovia.

 

Levantávamo-nos juntos, abraçados ao sol.

 

As manhãs eram um céu infinito nosso amor era as manhãs.

 

No tempo em que eramos felizes

 

O horizonte tocava-se com a ponta dos dedos.

 

As marés traziam o fim da tarde e não víamos

 

Mais do que o olhar um do outro.

 

Brincávamos e eramos crianças felizes.

 

Às vezes ainda te espero como te esperava

 

Quando chegavas com o uniforme lindo da tua inocência.

 

Há muito tempo que te espero.

 

Há muito tempo que não vens.



José Luís Peixoto
publicado por Narcolepsia às 12:16
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 8 de Janeiro de 2012

Solidão doméstica

Não há motivo para te importunar a meio da noite,
como não há leite no frigorífico, nem um limite
traçado para a solidão doméstica.

Tudo desaparece. Nada desaparece. Tudo desaparece
antes de ser dito e tu queres dormir descansada. Tens
direito a um subsídio de paz.

Se eu escrever um poema, esse não é motivo para te
importunar. Eu escrevo muitos poemas e tu trabalhas
de manhã cedo.

Toda a gente sabe que a noite é longa. Não tenho o
o direito de telefonar para te dizer isso, apesar dessa
evidência me matar agora.

E morro, mas não morro. Se morresse, perguntavas:
porque não me telefonaste? Se telefonasse, perguntavas:
sabes que horas são?

Ou não atendias. E eu ficava aqui. Com a noite ainda
mais comprida, com a insónia, com as palavras
a despegarem-se dos pesadelos.


José Luís Peixoto
-Gaveta de Papéis-
2008

 

publicado por Narcolepsia às 16:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.arquivos

. Setembro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.Feel and Breath music

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.as minhas fotos

.posts recentes

. Tempo

. I believe in soulmates

. Escreve

. My mistake

. Dreaming light

. With arms wide open

. A dream

. Love letter

. Money means nothing

. Meyou :) 1 Maio 2010

. Paz

. A new life

. Ruas da saudade

. Failure

. Simplicidade = Felicidade

. Amor meu

. Amor

. Heaven

. Comprimidos

. Amor

.links

.Nºs curiosos pelos mirtilos

Contador de visitas
Contador Grátis

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds