1 comentário:
De Bruno a 27 de Abril de 2010 às 22:21
Bruno texto doce Cristina, demonstras uma grande serenidade a analisar um passado recente bastante doloroso, não faz mal algum pensar que essa pessoa tão querida que desapareceu fisicamente das nossas vidas não o tenha feito ainda espiritualmente, aliás por vezes nos momentos onde as coisas reais nos deitam abaixo é essa certeza dessa presença espiritual que nos levantar a cabeça.
Só uma coisa não tem remédio, a morte, de resto nada é imutável e nada acontece por acaso, por isso tens de tirar de todas essas coisas más que aconteceram uma ilação positiva, foi mais uma experiência, mais uma lição que aprendeste, mas um factor que incitou a mudança.
Espero que continues a mudar, assim ao poucos, com a tua calma, o teu discernimento, a tua bonita personalidade.
Não te moldes mais o que querem para ti, mas sê o que queres.
Eu aqui estou longe mas tão perto, para ti.
Sempre presente ao alcance de um pensamento.
Amo-te Cris :)
beijo doce


Comentar post